/ ESTRELAS E OURIÇOS // '#B

Joana está na Lua

APOIE ESTE PROJETO





“Joana está na Lua” conta as aventuras de uma pequena menina que, pelos poderes de uma máquina mágica e após múltiplas aventuras, se torna cada vez mais pequena até encontrar o mundo das miniaturas. Uma história que nasce no teatro, eterniza-se no livro e se recria num conto animado mantendo sempre a sua essência: o jogo do sonho e do grande e pequeno em permanente movimento.

Com Ana Enes e Maria João Trindade Ilustrações de Danuta Wojciechowska e Inês do Carmo

LUA CHEIA - teatro para todos

É uma companhia profissional que nasce em 1996, em Lisboa. Em 1998 constitui-se como associação cultural, tendo como objetivo criar e produzir espetáculos teatrais, assim como ações de animação cultural. Desenvolve a criação artística numa articulação constante entre ator, objeto e marioneta, criando uma relação transversal com todas as áreas de expressão artística.

Com um trabalho direcionado à infância, “teatro para todos” quer dizer que se dirige a um público alargado, que inclua igualmente jovens e adultos.

Desde 2015 dinamiza a CASA DO CORETO, uma antiga serralharia transformada num espaço cultural em parceria com a Junta de Freguesia de Carnide. Mantém uma programação regular com espetáculos de teatro e marionetas, intercâmbios e acolhimentos de companhias nacionais e internacionais, oficinas artísticas, exposições temporárias e projetos comunitários.

No sentido da marca de identidade da Casa do Coreto e de fidelização de público aposta no desenvolvimento de dois projetos de cariz anual – Cucu! espetáculos para bebés, que assume o formato de Festival e reúne diferentes propostas de sensibilização às artes desde a primeira infância; e Gargalhadas na Lua, Mostra Internacional de Humor e Comicidade.

Segue a Lua Cheia

Com o apoio de Estrelas & Ouriços

Lua Cheia

Companhia profissional que nasce em 1996, em Lisboa. Em 1998 constitui-se como associação cultural, tendo como objetivo criar e produzir espetáculos teatrais, assim como ações de animação cultural. Desenvolve a criação artística numa articulação constante entre ator, objeto e marioneta, criando uma relação transversal com todas as áreas de expressão artística.