/ TEIA19 // '#5

Partir - solo teatral

Apoie os artistas





Romualdo Sarcedo apresenta o solo teatral “Partir”, montagem que reúne poemas do escritor Fernando Pessoa, considerado junto com Luis Vaz de Camões um dos mais importantes poetas portugueses de todos os tempos. Na peça, os poemas são interpretados por uma pessoa prestes a partir para uma viagem. Arrumando sua mala e adiando o quanto pode esta partida, ele relembra poemas de Fernando Pessoa, que retratam o estado emocional em que se encontra, indo da euforia, à decepção, ao pessimismo, ao temor do desconhecido e as angustias da busca de um sentido para a existência. Este encadeamento de poemas ganha força dramatúrgica e ação teatral pela sequência em que se encontram “costurados” na lembrança deste homem, que chegando a um momento limite em sua vida, vê-se mergulhado neste turbilhão de emoções ante o temor do desconhecido e a dúvida em seguir adiante. Este homem que lança-se a vida como uma viagem. Está sempre de partida ou de chegada, mesmo que nunca chegue, mesmo que nunca parta, mesmo que adie indefinidamente a arrumação das malas.

Roteirizado e interpretado por Romualdo Sarcedo, este trabalho é trazido como uma “necessidade”, segundo as palavras de seu interprete: “necessidade de trazer a poesia muitas vezes esquecida nos livros em algum canto da velha estante para o centro da reflexão, da sensibilização e do contato humano; necessidade de propor um momento de desaceleração, de um olhar mais apurado para dentro de nós mesmos e para a vida que nos rodeia; necessidade de realizar um exercício cênico numa fusão de linguagens num momento intimista, buscando incessantemente preservar e elevar o humano que há em nós.

Fique a par do trabalho de Romualdo Sarcedo

  • Instagram: https://www.instagram.com/romualdosarcedo/
  • YouTube: https://www.youtube.com/channel/UCntzTXLGzkze8t8bfeNwMsg